Campanhas que usam dados ampliam fidelidade do consumidor

dados

A Turn, empresa de mídia programática que fornece plataformas de demand side platform (DSP, na sigla em inglês) e data management platform (DMP), acaba de realizar pesquisa, em conjunto com a Forbes Insights, que demonstra que as campanhas de marketing que se baseiam em dados têm até três vezes mais chances de fidelizar os consumidores ante as campanhas que não usam esse artifício.

O estudo – que pode ser acessado na íntegra, em inglês – foi feito com mais de 300 executivos de marketing de grandes e médias empresas do mundo todo e aponta que o marketing com base em dados é crucial para o sucesso das campanhas no contexto de uma economia global competitiva, de acordo com a experiência desses executivos ao lidarem com a mídia programática e campanhas com bases em cruzamentos de dados.

Do total de entrevistados, 74% dos executivos que usam os dados alcançam vantagens competitivas em relação a concorrentes, no engajamento e fidelização dos consumidores, enquanto apenas 24% dos executivos que não se usam os dados conseguem algum tipo de resultado. Em média, executivos que realizam o marketing orientado por dados têm seis vezes mais chance de relatar vantagens em relação aos concorrentes em termos de rentabilidade e três vezes mais chance de ter um aumento de receitas do que concorrentes que não usam insights com base em dados. E 55% dos profissionais de marketing que dirigem suas campanhas com base em dados veem um aumento de receitas, em comparação a 20% dos profissionais que não usam o recurso.

Segundo a pesquisa, os setores que m ais se beneficiam do marketing baseado em dados são o de viagens e o de varejo. Do total, 67% dos executivos de empresas de viagens afirmam ter obtido vantagem competitiva em seu setor, com maior fidelidade dos clientes, como resultado direto da utilização de dados em suas campanhas. No varejo, 55% dos executivos afirmam obter vantagens e 52% dizem que conseguem mais clientes através do marketing baseado em dados.

O estudo foi realizado em outubro do ano passado com 331 vice-presidentes, diretores, executivos de nível C e vice-presidentes seniores. As Indústrias representadas na pesquisa abrangeram os setores de tecnologia (21%), varejo (18%), telecomunicações (15%) e bens de consumo (10%). Outras indústrias incluídas foram a da publicidade, viagens, automotiva e financeira. Em relação às empresas dos executivos, 48% faturam US$ 1 bilhão ou mais em receitas anuais e 16% registrtam entre US$ 500 milhões a US$ 1 bilhão de receitas.

Fonte: Proxxima

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s